Meu perfil

Desconectar

Facebook
Instagram
Twitter
Youtube
Whatsapp

Meu perfil

Desconectar

FUNDADO EM 1894 E ONLINE DESDE 1996

Polícia

Show do rapper Matuê em Santos termina com tiros e gente ferida; VÍDEO

Cantor se pronunciou nas redes sociais: 'uma pessoa estragou o rolê inteiro'

Natalia Cuqui

8 de maio de 2022 às 08:20Modificado em 8 de maio de 2022 às 15:24
Uma pessoa ficou baleada após o show do cantor Matuê em Santos

Uma pessoa ficou baleada após o show do cantor Matuê em Santos ( Foto: Reprodução/Instagram e Twitter )

Um homem de 39 anos foi baleado no abdome durante a apresentação do rapper Matuê na madrugada deste domingo (8), em uma casa de shows no Centro de Santos.

Segundo apurado pela reportagem de A Tribuna com a Polícia Militar, a vítima foi socorrida por populares.

A corporação afirmou ainda que recebeu o chamado um pouco depois das 4h e que o ferido foi levado até a Santa Casa de Santos, onde passa por cirurgia. A ocorrência foi registrada no 1º DP de Santos e o motivo do disparo está em apuração.

Após o show, que teve casa cheia, o cantor se pronunciou em seus stories do Instagram.

"Passando para avisar que está tudo bem, a gente saiu da festa de boa. Uma confusão, a gente teve que sair porque a situação estava triste. Na hora que aconteceu eu nem consegui ouvir, o som estava muito alto. Alguém chegou, me puxou do palco e falou 'está rolando tiroteio, vamos nessa' e a gente já saiu".

Matuê reforça que não é por conta do ocorrido que vai deixar de se apresentar em Santos e deu seu apoio à vítima do disparo.

"Não é isso que vai mudar meu carinho de Santos, ainda vou voltar. O show estava incrível, a vibe muito massa, estava todo mundo bem. Só uma pessoa que foi lá e estragou o rolê inteiro. Mandando forças para o mano que foi baleado".

Nota da casa

A organizadora do evento, a Jota Music, publicou nas redes sociais que esclarece os fatos perante às autoridades policiais, colhendo informações para serem apuradas.

"Concluídas as investigações, traremos à tona o ocorrido", diz a nota. A empresa ressalta que a casa possuía alvará de funcionamento e cumpria todos os requisitos necessários.

Além disso, a Jota Music afirma que em pouco tempo a casa foi esvaziada e que a ambulância contratada para permanecer no local prestou os primeiros socorros e levou a vítima ao hospital.

"Os disparos vieram, provavelmente, de uma possível briga envolvendo um policial que estava na condição de frequentador do evento. Porém não podemos dar mais informações por ainda estarem sendo apurados os fatos. A casa e o evento estavam com segurança, bombeiro, UTI móvel e tudo para garantir um evento tranquilo, porém por lei não podemos impedir um policial de entrar armado", finaliza a nota.

Assuntos relacionados