Meu perfil

Desconectar

Facebook
Instagram
Twitter
Youtube
Whatsapp

Meu perfil

Desconectar

FUNDADO EM 1894 E ONLINE DESDE 1996

Porto

Grupo Tribuna e IBI criam em Brasília núcleo de tecnologia

Acordo de cooperação foi assinado na noite desta segunda e prevê ajuda em estudos e soluções à infraestrutura nacional

Maurício Martins

26 de março de 2024 às 16:18Modificado em 26 de março de 2024 às 17:03
O objetivo do acordo assinado nesta segunda (25) será ajudar em estudos e busca por soluções para a infraestrutura nacional, inclusive no Porto de Santos

O objetivo do acordo assinado nesta segunda (25) será ajudar em estudos e busca por soluções para a infraestrutura nacional, inclusive no Porto de Santos ( Foto: Vanessa Rodrigues/ AT )

O Grupo Tribuna passa a coordenar o Núcleo de Estudos de Tecnologia e Inovação do Instituto Brasileiro de Infraestrutura (IBI), com sede em Brasília. O acordo de cooperação entre o Grupo Tribuna e o IBI foi assinado na noite desta segunda-feira (25), na Capital Federal, com a presença de autoridades e empresários do setor portuário. O objetivo será ajudar em estudos e soluções para a infraestrutura nacional, inclusive no Porto de Santos, a serem encaminhados ao poder público.

“O instituto é um ponto de ligação entre os empresários e as autoridades de Brasília. O Grupo Tribuna fará essa ponte com o objetivo de desenvolver mais a infraestrutura brasileira, principalmente na área portuária. A função do Grupo Tribuna é essa, unir forças em busca de resultados”, diz o diretor-presidente de A Tribuna, Marcos Clemente Santini.

Para o diretor-presidente da TV Tribuna, Roberto Clemente Santini, é uma grande iniciativa em prol do desenvolvimento do Brasil e, principalmente, do Porto de Santos. “O Grupo Tribuna está alinhado com esses objetivos e esperamos contribuir com novas tecnologias que são necessárias num mundo cada vez mais veloz. A iniciativa privada pode dar um grande suporte ao setor público”.

Para o diretor comercial do Grupo Tribuna, Demetrio Amono, a iniciativa vai ao encontro de tudo que os veículos do grupo fazem. “A gente vem construindo uma agenda técnica, buscando inovação, seja nos nossos eventos ou missões internacionais. O IBI conecta as empresas, os terminais, ao parlamento, ao governo. É muito importante para nós esse convite para contribuir”.

Coordenação

O núcleo ficará sob responsabilidade do consultor de assuntos portuários do Grupo Tribuna e apresentador do programa Porto 360°, da TV Tribuna, Maxwell Rodrigues. “Os portos do Brasil precisam olhar para a infraestrutura. E não é exclusivamente acessos pelos modais rodoviário, ferroviário ou aquaviário. Hoje, tecnologia está relacionada à infraestrutura, à proteção de dados e ao gerenciamento de dados. A implantação de inovação nos portos do Brasil é fundamental”.

Maxwell considera o convite ao Grupo Tribuna muito acertado por parte do IBI. “Para trazer ao Brasil todo esse conhecimento que o Grupo Tribuna vem agregando ao longo dos anos em suas missões internacionais. Criar uma pauta para debater isso com o Governo Federal, para facilitar essas tecnologias que hoje são consolidadas é fundamental”.

O IBI foi criado em 2023 para contribuir com a Frente Parlamentar Mista de Portos e Aeroportos do Congresso Nacional, coordenada pelo deputado federal Paulo Alexandre Barbosa (PSDB). Empresas do setor integram a instituição.

“O IBI foi concebido para lidar com as grandes questões de infraestrutura do Brasil e a infraestrutura do País passa pela Baixada Santista. Temos o maior porto da América Latina, o Aeroporto de Guarujá - que é vetor importante para o desenvolvimento do turismo, obras como o túnel Santos-Guarujá, a terceira pista da Rodovia dos Imigrantes, e o instituto estará em Brasília para auxiliar nesses importantes projetos”, diz o deputado federal.

Para ele, levar o Grupo Tribuna para o IBI é uma forma de ajudar na concretização de sonhos. “Hoje, eu diria que o IBI fica mais forte com a parceria com o Grupo Tribuna, especialmente nesse núcleo de inovação e tecnologia, que tem sido foco do grupo. Com essa experiência de 130 anos, vai nos ajudar a conseguir avançar e conquistar objetivos para a Baixada Santista”.

O diretor administrativo e financeiro do IBI, Nicola Margiotta, explica que o instituto é um braço técnico da Frente Parlamentar Mista de Portos e Aeroportos que dá suporte aos deputados e senadores. “Esse grupo de estudos de tecnologia e inovação a cargo do Grupo Tribuna levará pautas para o Congresso Nacional, para alterar e aprimorar legislações do setor”.

Missões

O Grupo Tribuna promove missões internacionais e o tema tecnologia e inovação está sempre presente nas viagens para os portos do exterior. Em 2022, o grupo de empresários e autoridades viajou para Roterdã, na Holanda, e acompanhou excelentes exemplos de automatização de terminais.

Em 2023, na Missão para Israel, o Porto de Ashdod assinou um termo de cooperação com o Grupo Tribuna visando a transferência de conhecimento e de soluções para o setor portuário. O novo núcleo do IBI ajudará a planejar e agir nesse tema. “Precisamos usar de tecnologias consolidadas e com muita engenharia por trás, é isso que o núcleo”, diz Maxwell.

O acordo com o IBI foi assinado durante a primeira Confraria do Porto do ano, organizada pelo Grupo Tribuna com o objetivo de reunir autoridades e empresários da área. O encontro é um espaço para troca de experiências e debates sobre o desenvolvimento do Porto de Santos e do Brasil.

Esse primeiro evento de 2024 contou com a presença do vice-presidente e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Geraldo Alckmin (leia entrevista dele na página A-11), e do secretário nacional de Portos e Transportes Aquaviários, Alex Avila, além do prefeito de Santos, Rogério Santos (Republicanos), e do presidente da Autoridade Portuária de Santos (APS), Anderson Pomini, entre outras autoridades.

“É uma satisfação prestigiar o evento, temos a união do empresariado, que pensa na infraestrutura do País, aliado ao poder público. Uma parceria que tende a render excelentes frutos”, frisou Alex Avila.

Durante a confraria foi detalhada a missão internacional deste ano, em junho, para a Coreia do Sul. O ministro da Embaixada da Coreia do Sul no Brasil, Kim Gun Hwa, participou do evento.

“A agenda de viagens é algo que só agrega conhecimento. Quando temos oportunidade de visitar algum porto fora do Brasil, vemos as tecnologias, as iniciativas, as normas, como o pessoal trabalha. São oportunidades de conhecer o que se pratica lá fora e olhar para dentro de casa e ver o que precisa melhorar. Recebemos o convite e essa viagem para a Coreia será fantástica”, encerrou o secretário nacional de Portos e Transportes Aquaviários.